Aprenda Tocar Rápido

Como Tocar Rápido 



Nesta reportagem, vamos abordar principalmente o pizzicato - técnica em que as notas são executadas com a ponta dos dedos da mão direita " pincelando" as cordas - que é a maneira mais usual de se tocar o instrumento. Aliás, o termo "pizzicato"  vem da música erudita: neste gênero, os instrumentos de cordas são tocados com arcos; no entanto, quando o compositor quer um som específico dos dedos, escreve esta palavra na partitura.
Os primeiros exercícios propostos têm o objetivo de melhorar a coordenação motora e o aquecimento dos dedos da mão direita, que são a base do precesso de aumentar a velocidade de execução no baixo. Vamos começar este estudo praticando a técnica do pizzicato com dois dedos (indicador e médio), exemplificada no exercício 1. Os baixistas que também usam o terceiro dedo (anelar) devem tomar como base o exercício 2. Procure tocar o pizzicato com a mão direita o mais próximo possível à ponte, o que deixa a sonoridade das notas mais definida. Caso você prefira utilizar palheta, lembre-se de que a palhetada deve ser alternada para baixo e para cima.
Nos exercícios posteriores, entre o 3 e 12, o baixista desenvolve a velocidade em ambas as mãos, treinando simultaneamente o pizzicato e a digitação de diversos padrões de estudo (escalas, cromatismos, licks).


Clique nas imagens para ampliar!