Qual Contra Baixo Comprar

 Como Saber Quando um Baixo é Uma Boa Compra - Parte III


Qual Contra Baixo Comprar - Parte Elétrica



Se potenciômetros e chaves apresentarem ruídos durante o manuseio, é um indício de sujeira nos componentes. Este não é um problema irreparável na verdade, quase sempre tem fácil solução, mas vale a pena evitá-lo.
Contra BaixoVeja se os captadores estão em ordem. Procure ouvir separadamente o som de cada um deles, selecionando-os com a chave de comutação ou o potenciômetro de balanço. Dê uma leve batida nos ímãs com uma moeda para checar o funcionamento (FOTO 1). Verifique quais captadores são ativados nas posições da chave: os que estiverem em funciona mento devem fazer um barulho mais alto, semelhante a “toc”. Faça este teste em todas as regulagens.
Observe os humbuckers com atenção. Quando tocadas pela moeda, as duas bobinas (FOTO 2) têm de fazer o ruído de “toc”. Esta medida é importante, pois previne o comprador de adquirir um instrumento com captadores pifados ou com apenas uma bobina funcionando.
Contra BaixoFique atento também com os dizeres “DESIGN BY” (por exemplo, “de sign by EMG” ou “Duncan design”). Esta inscrição significa que o captador foi desenhado aos moldes do EMG ou do Seymour-Duncan, ou com características sonoras e visuais semelhantes, ou fabricado sob licença das marcas. Não indica, entretanto, que seja original. É comum as pessoas se iludirem, achando que estão comprando instrumentos com captadores de primeiríssima linha — e chegando a pagar preços abusivos por isto. Os modelos DESIGN BY” podem até ter ótima qualidade, mas não devem ser comprados por mero desconhecimento

BRAÇOS INTEGRADOS


Se quiser comprar um instrumento com o braço integrado ao corpo, ou seja, sem parafusos de fixação, certifique-se da possibilidade de abaixar a ponte para que o espaço em relação às cordas diminua. O motivo é que, se o braço tiver sido fixado abaixo do que deveria, as cordas vão ficar com uma ação bastante alta. Caso não consiga detectar este problema de maneira visível, peça ao vendedor as chaves correspondentes (Allen ou fenda c Phillips) e tente fazer o ajuste necessário (FOTO 3).
Se perceber que não é possível chegar à ação desejada, procure informações com algum luthier ou fuja da compra até ter certeza da qualidade do produto que está adquirindo. Fazer reparos em instrumentos deste tipo pode custar muito dinheiro. Às vezes, é possível “embutir” a ponte na madeira para conseguir uma melhor ação das cordas. Em outras situações, tal medida não é suficiente — então, são necessárias medidas mais drásticas, como a mudança de ângulo do braço e a troca da escala.

BAIXOS FRETLESS


Os baixos fretless requerem os mesmos cuidados dos instrumentos com trastes. A escala, porém, precisa ser mais bem construída, já que as notas vão soar diretamente a partir dela. Também podem ser regulados e ter o braço retificado, mas por meio de processos diferentes dos convencionais.

Confira outro artigo sobre como comprar baixo e qual contrabaixo comprar para iniciante

RESUMINDO...

• Verifique se o braço não está torci do ou empenado;

• Veja se não há partes com a escala descolada do braço ou com emendas no headstock;

• Observe se os trastes não estão limados;

• Certifique-se do tipo de madeira utilizado no corpo do instrumento;

• Veja se não há rachaduras no corpo ou riscos na pintura;

• Confira a regulagem do instrumento antes de julgá-lo bom ou ruim;

• Analise a parte elétrica com atenção e faça testes nos captadores;

• Verifique o estado das partes de metal do instrumento;

• Tenha atenção especial com os instrumentos de braço integrado ao corpo;

• Contrabaixos de quatro, cinco e seis cordas padecem dos mesmos males e, portanto, precisam de cuidados iguais. Entretanto, quanto mais cordas o instrumento tiver, mais atenção deve receber, já que as chances de empenamento aumentam.

Com todos estes cuidados em vista, são poucas as chances de você se decepcionar com o próximo contrabaixo que vier a comprar. Lembre-se que, após ter o instrumento em mãos, é importante levá-lo a um luthier para obter um diagnóstico mais preciso a respeito de suas condições. Deste modo, caso haja algum problema, você terá tempo de recorrer à garantia.